segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Hora Mística - Afonso Duarte

Postado por Beli às 12:25
Hora Mística

Noite caindo ... Céu de fogo e flores.
Voz de Crepúsculo exalando cores,
O céu vai cheio de Deus e de harmonia.
Silêncio ... Eis-me rezando aos fins do dia.

Névoa de luz criando imagens na água,
Nome das águas esculpindo os céus,
Tarde aos relevos húmidos de frágua,
Boca da noite, eis-me rezando a Deus.

Eis-me entoando, a voz de cinza e ouro,
— Oh, cores na água vindo às mãos em branco! —
Minha ópera de Sol ao último arranco.

E, oh! hora mística em que o olhar abraso,
— Sol expirando aos Pórticos do Ocaso! —
Dobra em meu peito um oceano em coro.

Afonso Duarte, in "Tragédia do Sol-Posto"








1 Engraçadinhos:

Nina disse...

Nossa! Que profundo hein! Hehe!

Bjinhos amoree!

E obrigada pelo apoio no meu blog!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deixa disso... Ok! Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea