terça-feira, 20 de abril de 2010

Resenha - Desafio Literário 2010 - Abril

Postado por Beli às 16:32
Tema: Escritores Latino-americanos

Mês: Abril - 2010


Neste mês, eu li:


Título: Clarissa
Autor do livro: Erico Veríssimo
Editora: Companhias das Letras
Nº de páginas: 214, aproximadamente.


O livro:


O livro é um romance que conta a história de Clarissa, uma adolescente que saiu da casa dos pais, que moram no interior rural do Rio Grande do Sul, para estudar na cidade e morar na pensão da Tia Eufrasina, com seus intrigantes e interessantes moradores. A tia cuida e zela a menina como se fosse sua própria filha. A história é narrada através do olhar, da perspectiva e visão de mundo da esperta, confiante e otimista adolescente de 13 anos, revelando seus sentimentos, interesses e ansiedade de se tornar uma mocinha. O romance narra as descobertas que animam a vida de Clarissa na cidade, despertando nela uma experiência nova de mundo, misturando pureza, inocência e singeleza.
Outro personagem que também chama atenção na história é o Amaro, um dos moradores da pensão. É um homem de quase 40 anos, que gosta da arte e da música, porém tristonho e solitário. É o grande “contraponto” de Clarissa. Em vários momentos é mostrado seu ponto de vista mais triste a respeito da vida e seu encantamento pela juventude, pureza e alegria de Clarissa.
Clarissa está recheado de personagens interessantes e animados, formando o núcleo de moradores da pensão. A atmosfera do romance se passa nos anos da década de 30 e retrata, em meio aos diálogos desenvolvidos no livro, parte da situação política e econômica da época. O livro foi publicado por Erico Veríssimo em 1933, e constitui o primeiro romance desse conhecido autor gaúcho. Para não expor muito sobre a história, tentei ser o mais breve possível. Só lendo para saber o que significa essa obra maravilhosa...

Por que o escolhi:


Eu escolhi este livro para a minha primeira leitura para o Desafio, pois há muito tempo ele estava na minha estante e nunca o pegava para ler. Eu comprei o livro de um sebo, uma porque já havia ouvido falar do autor, estudado alguns dos seus textos e, outra, porque eu realmente tinha interesse de ler um de seus livros. Permaneceu guardado até esses dias, até que eu percebi pelo Desafio uma ótima oportunidade para desalojá-lo da onde estava e o tirar para ler. E o que me fez sentir atraída pelo livro, em lê-lo, até quando o comprei, foi o título do livro: Clarissa. Este é um nome feminino que eu simplesmente adoro.

A leitura:


A obra oferece uma leitura realmente agradável, singela e linear, em um ritmo bem tranquilo, mas não parado. Tem cor e tem humor. Conforme você vai lendo e se envolvendo no mundo de Clarissa, você sente o que ela sente, desvendando o mundo com ela. A forma como a Clarissa enxerga o mundo e o descobre, no contexto próprio de uma adolescente dos anos 30, realmente te envolve e te ensina a ver o mundo com mais otimismo, um pouco mais “colorido”.

Nota de 1 a 5: Para mim, é 5 ( Excelente). Altamente recomendável. Não mudaria nada na história.

Uma dose de Clarissa:

“Clarissa senta-se no chão e cruza as pernas. As galinhas agora se encontram espalhadas por todo o quintal. Dois franguinhos brancos se dão bicadas. Beijos? Clarissa observa-os, interessada. Será que estão brigando ou estão se acariciando? Mas pensando bem, o beijo é uma coisa muito esquisita.
Lábios que se encostam noutros lábios. Para quê tanto mistério? No cinema todos os namorados se beijam, ninguém repara, ninguém fala. Aqui fora, se a gente fosse beijar um rapaz - meu Deus! -, vinha o mundo abaixo, toda a gente falava, toda a gente criticava. Dizem que a Vivi é muito desfrutável, que beija todos os namorados que tem... A Dudu também. Decerto isto é de família: são irmãs. Mas que bobagem! Uma pessoa fica - mal vista, fica falada, fica sendo considerada desfrutável e sapeca só porque deixou o namorado encostar os lábios nos lábios dela. Ora, já se viu? Enfim, ela – Clarissa - é uma boba que não sabe nada da vida. Decerto deve haver um segredo muito grande nessa história do beijo. Um segredo que pouca gente sabe. Deve ser alguma coisa boa. Se não fosse boa, os namorados não faziam tanta questão do beijo. Sim, isto é o beijo de namorados. Porque o beijo que a gente dá na mãe, no pai, na tia, numa amiga - é diferente. Pelo menos deve ser. Se não for, então tudo é bobagem. Se o beijo dos namorados tem o mesmo gosto... não vale a pena. Enfim... É um segredo, um mistério, não sei...”

Beli =)

 

0 Engraçadinhos:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deixa disso... Ok! Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea