quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Assovio - Cecília Meireles

Postado por Beli às 19:23
Assovio

Ninguém abra a sua porta
para ver que aconteceu:
saímos de braço dado,
a noite escura mais eu.

Ela não sabe o meu rumo,
eu não lhe pergunto o seu:
não posso perder mais nada,
se o que houve já se perdeu.

Vou pelo braço da noite,
levando tudo que é meu:
— a dor que os homens me deram,
e a canção que Deus me deu.

Cecília Meireles, in 'Viagem'

4 Engraçadinhos:

Tatiana disse...

Belíssima escolha!
Cecília sempre nos encatava em sua criações!

Um beijo repleto de carinho para você!

Chica disse...

Lindo poema e escolha.Cecília é maravilhosa!beijos,tudo de bom,chica

jair machado rodrigues disse...

Nada melhor que sair pelo braço da noite, sob um véu de estrelas...Cecília chega a ser musical de tão gostoso que é ler sua poesia.
ps. Grande abraço.

Calambur disse...

Belas palavras ... de grande sensibilidade ... obrigado por compartilhar ... ter um bom fim de semana ... beijos

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deixa disso... Ok! Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea